Entrevista do interventor do Bahia, Carlos Rátis, hoje 09/08/2013

Está chegando ao final a intervenção no Bahia



Em um mês de intervenção, como você avalia os trabalhos ocorridos pelo grupo?
Foram dias de muita intensidade de trabalho para organizar as condições favoráveis para as eleições no Esporte Clube Bahia. Enquanto isso, tivemos que dar andamento ao time de futebol e outras demandas do clube, que não para em momento nenhum.

Quais foram as principais dificuldades encontradas?
A dificuldade em conseguir recursos diante da enormidade de pagamentos. Em momento algum imaginávamos que o cenário fosse tão preocupante quanto o que encontramos.

O setor financeiro da antiga gestão enviou e-mail para a imprensa rebatendo a informação de que todos os recursos de cota de TV tivessem sido antecipados, conforme você havia declarado antes.
Essa afirmação deles não procede. O Bahia tem enormes dificuldades de receita por conta desses adiantamentos. As cotas de televisão não estão disponíveis e o clube passa por grandes dificuldades. Todo dia temos uma surpresa com uma conta nova a ser paga, e sem recursos para executá-la.

Hoje, a intervenção completa 30 dias e, pela ordem judicial, você tem que receber R$ 60 mil mensais do próprio clube. Como tem sido organizada esta questão?
O Bahia tem dificuldades e nós ainda estamos vendo como esse pagamento vai ser feito. Estamos viabilizando esta e outras questões de ordem econômica do Esporte Clube Bahia.

Como você tem conciliado suas outras atividades de advogacia e acadêmicas?
Estou me dedicando intensamente para cumprir a designação da qual fui destinado pela Justiça. E, por isso, já estou em clima de despedida, pois as eleições estão bem próximas de ocorrer. A assembleia de geral de sócios já tem data e hora para acontecer. Estamos criando todas as condições materiais para que elas sejam realizadas com toda a lisura do processo.

Muita gente tem feito pressão para você concorrer como conselheiro do clube, você está disposto a isso?
De maneira nenhuma. É até bom deixar isso bem claro mais uma vez. Não tenho essa pretensão e nem este é o meu papel como interventor. Tenho que ser uma figura neutra neste processo e não posso tomar nenhum partido. Desta forma, reitero que não sou e não serei candidato a nada.

Fonte: A Tarde / por André Uzêda
Entrevista do interventor do Bahia, Carlos Rátis, hoje 09/08/2013 Entrevista do interventor do Bahia, Carlos Rátis, hoje 09/08/2013 Reviewed by Paulo Ricardo Santos on 16:09 Rating: 5

Nenhum comentário

Fala tricolor!