Prática do Diabo: Bahia deixa Rosales sem salários

O meia argentino Paulo Rosales foi afastado do elenco do Bahia pelo ex-presidente do Marcelo Guimarães Filho, onde a execução do ato coube ao diretor Anderson Barros. Quando o mesmo afastou outros jogadores após fazerem corpo mole ou não mostrarem desejo de jogar o segundo jogo da final do campeonato baiano.

Insuficiência técnica, jogador pipoqueiro, desagregador, etc... vários motivos os clubes alegam quando querem se desfazer de um jogador. O problema é que esses clubes, o Esporte Clube Bahia, foi buscar o jogador na casa da zorra e utilizando o atleta ou não, o contrato tem que ser cumprido. Em outras palavras, o salário tem que ser pago. É obrigação do contratante e direito do contratado.

Isso é a prática do diabo, te prometo mil maravilhas para você vir comigo mas depois te deixo na miséria. 

No Bahia é assim, para você receber o que te devem... tem que procurar a justiça. 

Esquecem que a justiça tarda mas não falha e um salário que se pago em dias custariam ao clube em contas altas R$ 100 mil, vira 1 milhão. E consequentemente, o clube nunca sai do vermelho por causa destes caloteiros, péssimos administradores.

Palavras de Rosales: "Eles se comportaram muito mal, não trataram a mim e minha família como deveriam. Fizemos um acordo e eles não cumpriram. Sempre diziam que seria amanhã, sexta-feira e esse dia nunca chega. É muito simples, eles não querem mais que eu jogue no Bahia, mas também não pagaram meus salários. Só me pagaram um salário até hoje. Eles não quiseram negociar. O Barros falou para mim que o presidente não queria me ver mais jogar pelo Bahia. Estou treinando sozinho e esperando poder viajar para minha casa. Estou aqui sozinho com minha mulher e meu filho e eles não querem mais que eu jogue no Bahia. Hoje, estou superando isso tudo por causa da ajuda das pessoas que moram aqui (vizinhos)."
Prática do Diabo: Bahia deixa Rosales sem salários Prática do Diabo: Bahia deixa Rosales sem salários Reviewed by Paulo Ricardo Santos on 08:28 Rating: 5

Nenhum comentário

Fala tricolor!