Série a voz Tricolor: Réu confesso

Réu confesso

Por Ronaldo Souza
Danny Morais, Dudu, Erick, Jéferson, Lenine, Lucas, Lucas Calo, Magal, Matheus, Pablo, Paulo Rosales, Ryder, Thiago Bonfim e Thuram. 

Catorze jogadores colocados à disposição. Deixemos os detalhes de lado, mas vale comentar alguns aspectos.

De saída, vários desses foram contratados recentemente, poucos jogaram. Não é nenhuma surpresa, só um reforço, mas quem indicou esses jogadores e quem avalizou? Garantiram-me pelo que há de mais sagrado que foram os empresários, profundos conhecedores do futebol, não aquele jogado no campo, mas o praticado fora dele.

Recuso-me a acreditar que Marcelo Guimarães Filho, torcedor apaixonado pelo Bahia, cuja paixão o faz abdicar da sua vida pessoal e a da sua família para entregar-se e sacrificar-se pelo clube, tenha se deixado levar por empresários que, mesmo sendo, tal qual ele, todos também apaixonados pelo Bahia, poderiam ter, quem sabe, é possível, sem querer ofender, outros interesses. Não acredito. Ou então ele teria sido acometido de um surto de grande inocência futebolística.

Jogadores como Lenine, Matheus, Ryder, para citar só esses da base, são colocados à disposição sem praticamente terem nenhuma chance. Deterioração criminosa do patrimônio do clube, assim com o estalar dos dedos, nada mais. Não, por favor não me lembre dos outros recentemente negociados (há quem diga que o Bahia virou um balcão de negócios, por isso o termo se aplica bem).

Um dos contratados, Paulo Rosales, argentino, sério, respeitou o clube todo o tempo, inclusive recusando participar das “barcas” para as quais lhe convidavam (quem terá sido?), dizendo que veio para jogar futebol. Por ser estrangeiro, exigiu dispêndio maior de tempo e dinheiro para a sua contratação e regularização. Pelo visto, a contratação recentíssima feita pelo presidente não agradou ao... presidente. Ou ele terá sido julgado e condenado por jogadores que estão mandando no time (teriam alguém nas mãos?) e que não gostaram da recusa aos convites bem intencionados que lhe fizeram? 

Sem juízo de mérito, contrataram um argentino sem saber como era o seu futebol; é argentino, deve ser um Messi precisando de uma oportunidade. O rapaz é jogado às feras, completamente desrespeitado, desmoralizado e pronto. Considerem os mesmos comentários para Gutierrez, lembram dele? Veio, viu e voltou. Sem mais, nem menos. Daqueles ninguém fala.

Saíram Angioni, o gestor dos sonhos do presidente, Joel, o técnico dos sonhos do presidente, Eduardo Barroca, Eduardo fontes (preparador físico) e outros estão saindo e irão sair. 

Vamos abrir um parentêse um pouquinho longo. É possível que você não conheça o que vou contar. 

Existe uma história nebulosa sobre a primeira saída de Newton Mota do Bahia. De forma resumida, consta que Mota, da inteira confiança do Bahia (torcedor tricolor fanático ele sempre foi), teria sido expulso por Paulo Maracajá por uma traição ao clube, cujo beneficiário teria sido o Vitória. Mota passou muitos anos completamente afastado do time do seu coração, o Bahia e foi trabalhar no... Vitória. Nem sempre o coração fala mais alto. A mais pura verdade quando algumas coisas entram em jogo. 

Não só por essa razão, mas a verdade é que a base do Bahia deixou de existir. Anos e anos perdidos.

Depois de sucessivas gestões de grande incompetência, palavra que podemos usar no lugar de outras que gostaríamos de usar, através da eleição mais aclamada, mais espetacular, mais popular, mais legal, mais transparente, mais limpa, Marcelo Guimarães Filho chega ao trono. E, usando das mesmas armas que Paulo Maracajá sempre usou, tratou logo de dar um zignal nele, também afastando-o do clube (voltou ao convívio há pouco tempo, eles se entendem).

Rei morto, rei posto, Newton Mota volta ao Bahia. Por quantos anos fomos nada na base? Quantos jogadores foram formados, cedidos às seleções, durante esse tempo? Verdadeiro desastre.

Com Newton Mota, a base voltou a existir ou não? O Bahia voltou a ganhar títulos, ceder jogadores às seleções? O cara é competente ou não? Seja justo. O cara é competente. Tanto é que alguns jogadores da base eram tão bons que nem por aqui ficaram, alguns foram negociados direto com times da Europa. Dizem que é aí que está o problema.

Vamos resumir? Competente o cara é, já deu mostras disso e não só no Bahia. O episódio ocorrido com o próprio Bahia cria uma mácula no seu currículo, o que certamente traz problemas de credibilidade. O presidente do Bahia, que se pressupõe ser conhecedor do que aconteceu e acontece com o clube, deixou de lado o passado que teria manchado a trajetória de Mota e bancou a sua volta por saber que ele é bom no que faz. Ele voltou, realizou um bom trabalho e trouxe de volta para o Bahia a qualidade perdida na sua base. E agora foi demitido. Por que se todas as negociações tinham a participação direta do presidente e de Angioni? Qual será o mistério? 

Torcedor tricolor. O que estamos vendo é a desconstrução de tudo que foi feito nesses anos de Marcelo Guimarães Filho. Sem perceber, o presidente está assumindo que fez tudo errado. Está tão perdido e descontrolado que até o que fez de bom, ele está desfazendo.

Depois de tudo que você leu, se alguém me perguntasse o que isso significa e eu respondesse que é uma confissão de culpa, eu estaria errado?

Procura-se um interventor.
Série a voz Tricolor: Réu confesso Série a voz Tricolor: Réu confesso Reviewed by Paulo Ricardo Santos on 12:46 Rating: 5

2 comentários

  1. Mais um torcedor que não sabe o que passa dentro do Clube, que resolve virar blogueiro sem ter informação, Mota saiu da primeira vez como LADRÃO e novamente botaram a raposa pra cuidar do galinheiro. Daniel Alves, Jorge Wagner, Fabão, Cícero, Luis Alberto e outros não foram do tempo de Mota e muito menos se nadava em recursos na base, o que existia era um trabalho de abnegados, evitando que a base fosse sepultada e mesmo assim tendo ótimos resultados. Buscar informações é um bom caminho pra começar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Marcelo como vc mesmo disse sou torcedor... e como vc bem sabe... torcedor do Bahia não sabe o que se passa dentro do clube... os motivos não precisam ser lembrados.

      Se vc vive dentro do clube, vc poderia colaborar com textos que terão acredito... informações exclusivas de quem vive dentro do clube.

      ST!

      Excluir

Fala tricolor!