Sem Souza e Hélder o Bahia procura novo ponto de equilíbrio

Souza está na sua 2ª temporada no Bahia, depois de um começo com muitas criticas, o jogador desde o Campeonato Brasileiro do ano passado após a saída de Jóbson é o principal atacante do Bahia e quando ele não joga, o ataque vira um arame liso. Principalmente neste ano, visto que o elenco foi mal montado.

Basta olhar o número de atacantes do elenco que é excesso de jogador de beirada/velocidade, mas nenhum que tenha as características de Souza. O pior é que mesmo jogando bem menos do que os outros jogadores, ele ainda é o artilheiro do Bahia no ano com 26 gols.  Não precisa ser matador... basta saber jogar entre o zagueiros para dar chance das jogadas fluírem pelos lados ou de outros jogadores aproveitarem os espaços que irão ser criados na defesa adversária.

O último jogo de Souza foi contra o Internacional, quando o Bahia perdeu em Porto Alegre por 3 a 1. Durante o 2° turno o jogador antes da contusão só havia ficado fora da partida contra o Figueirense, jogo que o Bahia venceu no sufoco por 2 a 1. Pois, nos 6 jogos que Souza jogou no 2° turno, o Bahia marcou 9 gols. Após a sua saída, já são 5 jogos e o Tricolor marcou apenas 3 gols.

Para piorar, o meia Hélder antes elogiado, depois duramente criticado e agora de maneira gigantesca elogiado, também se tornou um dos jogadores fundamentais ao Bahia. E aí chegamos a muitos equívocos de contratação : Klebérson, Caio Cesar, Mancini e Zé Roberto. Nenhum tem condição de ser titular do Bahia. Que nenhum deles correspondem as expectativas quando jogam não é surpresa mas sem Hélder em campo, ninguém chama a responsabilidade para si e tenta fazer as jogadas de forma mas objetiva, ele faz com que o lado esquerdo seja mais forte, principalmente defensivamente.

Vejamos que o Bahia vinha em uma arrancada muito boa no campeonato e jogando bem. No jogo contra o Fluminense, Hélder saiu ainda no 1° tempo, de lá para cá o Bahia não venceu mais... o lado esquerdo virou uma avenida (basta ver que Jussandro com a saída de Hélder não é o mesmo) e o meio de campo perdeu seu ponto de equilíbrio consequentemente o time todo caiu drasticamente de produção.

O técnico Jorginho vem tentando encontrar uma outra forma de jogar quando estes jogadores não entrarem em campo mas está difícil e sem eles o Bahia não tem equilíbrio tático.
Sem Souza e Hélder o Bahia procura novo ponto de equilíbrio Sem Souza e Hélder o Bahia procura novo ponto de equilíbrio Reviewed by Paulo Ricardo Santos on 01:11 Rating: 5

Nenhum comentário

Fala tricolor!